ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


A ROSA DO MUNDO






Uma rosa fez do meu canto

Algo puro e verdadeiro

E  eu exibi ao mundo...

Mas na beleza outonal

Os frutos estavam pútridos

E os caminhos de desamores

Como se pode levar o sorriso

Se o mundo baniu as madrugadas!

Como se pode lavar a alma

Se o mundo varreu os clarões da lua!

As bruxas são selvagens

E estão soltas nas ruas

Aquele sonho que tive de mudar

O mundo desapareceu nas esquinas

Todos os meus heróis morreram...

E os fantasmas estão no alpendre.

Mundo... Mundo (des) mundo.
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 02/06/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários