ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


23 DE JULHO




Amanhã é vinte três
Amanhã é claro
Amanhã eu me pari
Esperei nove meses
Para vir ao mundo
Dezenove anos
Para fumar um cigarro
(descobri que mata)
Esperei trinta anos
Para acender a lamparina
(ainda acesa)
Esperarei cem anos
Ou até mais
Para ser feliz
O amor nunca morre
Nem mata.

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 14/08/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários