ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


A CLARIDADE DO VERBO






                                      Abre a claridade
                                      Na madeira
                                      Na pedra polida
                                      Nas pétalas
                                      No nó cego que tateia
                                      No nó costurado
                                      No concreto
                                      No abstrato
                                      No verbo que se faz carne



ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 20/09/2008
Alterado em 20/09/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários