ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


EU NO MUNDO






Não posso ficar
A esperar que as
Noites, as tripulações
Tragam-me
Mil estrelas, mil direções
Se eu não souber aproveitar
O brilho das estrelas
E seguir os caminhos do bem

Não posso ficar
Enfrente ao espelho
Tentando encontrar
Rugas que eu não soube
Retocar, nem disfarçar

Sou um imortal
Com passagem
Somente de ida

Sempre irei tentar
Driblar os obstáculos
Com graça e sutileza
Se hoje estou de
Cabelos brancos
E o rosto encanecido
São apenas imagens
Refletidas incondicionalmente
Para o mundo exterior

Que, cá dentro de mim
Há uma luz radiante
Firme e forte
Um coração pulsando
E uma mente sã e nobre

E o que fortalece
Tanto assim essa minha face
Desfigurada pelo tempo

São os olhos do palco da vida
Que sei, mesmo que chegue ao
Meu percurso final
Que não tenha atingido os
Meus objetivos
Amanhã nascerá outra vida...



ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 09/10/2008
Alterado em 09/10/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários