ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


ONDA SUBURBANA



I

Edifícios,
Folhagem de zinco
Fumaças, sinais de transito
Esquinas de fogo
Asfalto acolhendo as buzinas
                                                 dos automóveis

II

Céu inventado
                       de chumbo
                       de papel

Pontes metálicas,
Tudo mecânico
(Des)- romântico
            E o horizonte não é azul

III

Concretos, em vez
De campos
De mares
O solo não cheira a barro
                                  areia é asfalto

IV

Quando o sol aparece
Espanta-se,
Não há estradas
Tudo é escuro...


ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 29/10/2008
Alterado em 29/10/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários