ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


POEMA DAS ÁGUAS - II





Água...
A lágrima que
Atravessa o rosto
E mergulha no
Precipício

Chuva...
Que vai andando
Passo a passo
E cai diante de mim
No chão vermelho

Rio...
O olho do rio
Que suspira
Antes de se jogar
Na imensidão do mar

Mar...
Que vai do alto
Do baixo, pelo centro
Pelas beiradas
Do sal ao doce

Água é água
Mata minha sede
E beija a minha pele...


ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 05/11/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários