ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


ANJOS FAMINTOS







Morrem
nas noites invernais
sem pão
sem amparo

feridas solitárias

e a diplomacia que
não enxerga o túnel
da solidão


sangram
terra, temporais
brilhos disfarçados
prantos rebeldes

sonham
com a fantasia dos amantes
um colar, um colo
um leito aquecido





ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 12/12/2008
Alterado em 12/12/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários