ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


TAÇA DE CRISTAL



                               Carta a um grande amor


Confesso que ao escrever esta, um contentamento me veio de súbito, todo o meu sangue ferveu, todo o meu sentimento se expôs no papel como ouro-prataria, eu, com muita humildade a fiz, e agora quero gritar aos quatro cantos do universo, intitulei taça de cristal, sei que é frágil, que ao cair quebra-se, mas no altar enfeita minha alma e vive aos olhos do encanto, O vestígio é conduzido para os caminhos do meu amor, e o meu amor é o maior sentimento que ofereço-te, assim estabeleço a minha razão, centúria e paz, me guardo na tua vida, e quero construir suavemente na tua vida de cristal pequenos edificações para que possamos vivermos felizes, e caminhar pelos os bosques todos os dias, e ao entardecer andar pela a praia que adoro tanto.


Albert Araújo – verão de 2008







ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 11/02/2009
Alterado em 11/02/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários