ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


A CHUVA NO COTIDIANO






... E aí começou a chover

palavras liquidas que banharam o meu cotidiano

um relâmpago galopou em meu coração e o fez tremer...

não sei de onde veio, de que ares surgiu o seu cheiro

me veio assim sem passado e vísceras selvagens

foi no momento em que o meu céu estava distraído – a perigo

no Japão, eu nem escutava as flores, nem plantava o pão

apenas lia o meu livro de poesia

sentado sem mentiras aqui nesse chão!

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 21/02/2009
Alterado em 21/02/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários