ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


DEDOS DE DEUS







                        “4 - Quando olho para o teu céu,
                               Obra de tuas mãos,/vejo a lua
                               E as estrelas que criaste:
                                                                   Salmos 8 "




Aqui agora!

Não há ausência

Negligência,

Nas palavras não há afogamento

Nada, nada!

Nem o esquecimento

Somente;

A mesma maneira de amar o semelhante

O relógio, minha cabeça, os pés descalços

A correnteza

Há certezas, esperanças, verdades

Vidas completas

Amor entre os homens

Felicidades


Há os dedos de Deus

Em todas as partes!







obrigado pelo presente:


26/02/2009 09:28 - pga

"SENHOR, tu nos sonda e nos conhece, de longe penetras os meus
pensamento..." Salmo 139. Parabéns por essa poesia bastante
significativa e, verdadeira. Abraços
 

26/02/2009 10:51 - Nathanpoeta
 
"E o seu resplendor é como a luz, raios brilhantes saim da sua mão, e
ali estava o esconderijo da sua força" (Livro do profeta Habacuque
capítulo 3 versículo 4)"








fica a sugestão, queiram enviar-me salmos adoraria!







ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 26/02/2009
Alterado em 26/02/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários