ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


ESPELHO MEU






Quando menino

Eu tinha medo de espelho

Achava que quem estava

Do outro lado era mal



Depois percebi que

A imagem era a minha

E não tinha nada de anormal



Desde tornei Narcisista

A qualquer reflexo

Eu me conecto - conexo...

Dobras, transcendência geral



Aprendi que

Que para ser feliz

Temos que plantar

Uma árvore do bem

No quintal



Que no decorrer

De nossas vidas

Encontramos barreiras

Et cetera e tal



Não deixar-se abater

Pois no mundo

Todo sobrevivente

É igual!

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 16/05/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários