ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


O PERCURSO DE UMA SAUDADE





É noite...

E a saudade substitui a brisa

Que cai mansamente



(Saudade que mata o meu

Coração suavemente)



O meu pensamento debruçado

Na janela

O meu olhar nítido

Fixado numa longa espera



Olho para a direita

Olho para a esquerda

E tudo me desespera

Sinto-me uma árvore

Desfolhada

Uma flor despetalada




Sento aqui

E escrevo versos,

Versos que vagam na minha mente

Versos solitários e inconsequentes


É assim

Escrevo, escrevo...

Todos os meus sentimentos

No branco papel



E perto de mim somente

Uma cadeira vazia, o abajur

O meu chapéu



Desponta a lua faceira

Que cobre imensamente todo o céu!

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 25/05/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários