ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


O VOO DO ALBATROZ








Albatroz,

Como o sol, esquenta a

                                     Folhagem

                                     A usina, as 

                                    Frutas maduras


Seu voo embevecido

De luz, e canto

Rompem o abandono

E tudo gira – gira-o

    g
       i
      r
aaaalbatrozzzzzz
     s
      s
     o
    l

    Suas asas alvíííssimas,

                                       Alvíssaras

                           Temperam o céu



E desse céu

                   Nasce o dia solidário



E o seu peito fala de fogo



E seus pés chispam

                                A Inteligência amiga.


ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 24/12/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários