ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


NAVEGAR / AMOR





1

Navegar
como
o barco
no mar/ em
mim e ti
a imensidão
do amor – AMAR.

2

que
venham
obstáculos/
terremotos/ ósculos
de sereia/furação
horas (in)
compreensivas.

se o amor/
tem a face
em mim e ti/
que venham
ondas alusivas.


3

descer à beira rio/
grito preso na garganta/
canta, canta – assim o
mal se espanta.

4

inda que 
a chama se calhar/
a misericórdia se afastar/
imprevisíveis sangues
e sal coagulado no coração.


5

mover-se feito
folha no chão/ fênix
ao poço fundo/
vale ser homem/
mulher
e se envolver
clarocalorsabor
do amor/ sacudindo
o mundo.

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 20/10/2010
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários