ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


A FLOR NA JANELA






Estou certo
que além da janela
o mundo se embaça
e tudo se embaraça

mas não quero
pensar agora em pulmões cegos
olhos sem óculos – apenas ver o ósculo
do casal amante
a alegria contagiante
do mensageiro ao entregar as flores
discretas e perfumadas
o amor no trânsito
do quarto as salas

quero ver
o fósforo acender o fogão
a poesia indiscutivelmente
a se expelir da mão

ouvir a musica
polifônica despertar
a emoção

o amor
nascer em cada
coração







                   


                   


ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 15/03/2011
Alterado em 15/03/2011
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários