ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


BEIJO NA MORTE

ONTEM BEIJEI A MORTE,
SAIMOS DE MÃOS DADAS POR AÍ
SEU BEIJO TINHA GÔSTO DO SILÊNCIO
SUA PELE ERA DA CÔR DO ARCO ÍRIS,
VISITEI SEU CASTELO, SEU TRONO ERA
UM CAVALO ALADO COM OLHOS DE FOGO
SUA CAMA COBERTA DE NEVE NOTURNA,
CHEGUEI PERTO DO PRECIPÍCIO
SEGUREI SUAS ASAS PRA NÃO CAIR
MAS O SOPRO DE UM DRAGÃO SONOLENTO
ME FEZ CAIR EM SUA BOCA BANGUELA
FUI ENGOLIDO DE UMA VEZ,
SE MORRIR NÃO VI, E NEM SENTIR
A SUA DIGESTÃO,
EM MEU QUARTO QUANDO ABRIR
A JANELA A DANADA DA MORTE
ME ESCAPULIU À FRANCESA.





PARA MINHA ESCRITORA PREDILETA
vlladh

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 07/02/2007
Alterado em 10/03/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários