ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


A FLÔR




Não me atire para o nada,
Não me despetale em vão,
Não me deixes em um canto qualquer,
Sou tua companheira na noites de luar
quando me ofertas a pessoa amada,
Sou tua amiga no dia dos namorados,
Sou tua inseparável e afável camarada 
que espalha a frescura e um perfume cheiroso,
Sou tua eterna deusa ofertada a outra deusa com
canções suaves,
Não me abondones meu majestoso, idolatrado
Sou tua rainha que te ofertas o melhor da primavera,
Sou aquela que nas noites de total solidão te lembro
o perfume da última aurora,
Não me jogue fora, abra teu peito e deixe eu entrar
com o perfume do buquê do dia do teu casamento,
Não me despreze ainda sirvo para enfeitar o teu
banho e o teu livro de poesias.

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 19/03/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários