ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


A PARTIDA






Adeus meu pai!...
tenho que ir pro rumo norte,
levo meu violão, e o coração em pedaços,
deixo a passarada, meu sabiá cantador,
meu caminho é de pedra, de amor ou desamor,
de solidão e dor!...
minha voz de cristal levo comigo, a fotografia
de minha mãezinha, e a de minha "passarinha",
o televisor ligado vai te dar notícias minhas, 
estarei no palco da vida ou no asfalto da partida.
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 31/03/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários