ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


A ETERNIDADE DE UM ESCRITOR





Contemporaneamente TU;
de risos e palavras,
paisagens e fogaréis.

Os muitos de ti já inscritos,
estão colocados à luz
dos livros,
revistas,
jornais & cinema.

Acreditas!
Todos dizem, quem tu és!.

O teu respirar,
o violoncelo,
a dilatada siglatura,
e porque não o coração?.

Eis a ti agora na tocaia
dos que voam ao Céu.

Porque tudo passa:
os telefonemas inúteis,
os lamentos de guerras,
os encontros e desencontros,
os remorsos,
o monólogo gotejar das horas.
Tudo, tudo passa...

Ah! Tu, atravessastes as Pirâmides do Egito,
agora já podes respirar no repouso do mar.




 Edição de imagens:
Shirley Araújo

Texto: A eternidade de um escritor

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 09/01/2014
Alterado em 09/01/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários