ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


PUREZA DE CORAÇÃO - POETAS SENSÍVEIS






Os seres sensíveis são os únicos capazes de amar
a própria sensibilidade dos poetas.
P O E T A S - são os únicos sensíveis
que amam a sensibilidade dos seres.
Eu sou P O E T A.
Plena convicção de que isto estará sempre imposto a mim.

Os vendilhões vendem a própria alma
São capazes de matar o próprio sangue,
a eles o dinheiro cheira e respira odores.
E pobre de quem aspira
o indumento do seu próprio corpo.
Que logo após chuva passa
e seca sobre o corpo, a ambição.

Sejais
humildes de coração...
porque aos humildes,
todo o contentamento será alcançado.

As pessoas que alcançam tal pureza da alma
fará parte da sexta bem-aventurança que Jesus Cristo doutrinou.

"Bem-aventurados os puros de coração porque verão a Deus."

Assim nos foi atribuído.




Edição de imagens:
Shirley Araújo

Texto: Pureza de coração - Coração de poeta



 
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 24/01/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários