ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


OS VERSOS DE AMOR QUE TE FIZ...



I

Consente-me expor os luminosos versos que te fiz!
Ilustrados de brilhantes fios cósmicos.
No compasso, flechas da fúlgida paixão.
E, reservadamente guardados – no plumoso coração.

São esculpidos em cristais acústicos,
gravados por mim, pra te oferecer.

Contêm a maciez do veludo precioso.
São violetas cálidas a resplandecer!


II

Consente dizer-te dos belos versos que te ofereço!
Que foram feitos para penetrar-te a alma!

Amor, eu digo, além disso...
Que, o amor de uma Deusa é consecutivamente admirável,
quando dentro do coração, a paisagem da ternura, é calma!

Amo-te tanto!...
É esse o calor, que tenho para sempre te oferecer.
Guardas com amor esses versos desnudos e lindos.
São clássicos, sonoros e  infindos...
neles, enraízam-se o meu viver...





Edição de texto:
Shirley Araújo

Texto: Os versos de amor que te fiz...
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 02/02/2014
Alterado em 02/02/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários