ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


A LINGUAGEM DA ÁGUIA


 
 Até os jovens se cansam
e ficam exaustos,
e os moços tropeçam e caem;

  mas aqueles que esperam no Senhor
renovam as suas forças.
Voam alto como águias;
correm e não ficam exaustos,
andam e não se cansam.
ISAIAS 40:30,31







O quadro na parede,
o verso que fala o idioma da Águia,
a sabedoria que prever um punho mais que poético
mais que as harpas das sinfonias.

Em alguma sala se percebe o dorso plumoso da Ave sábia,
ainda que não esteja ativado,
em qualquer linguagem em qualquer compasso.

O sangue dos astros consegue decifrar,
o vocábulo assonante das borboletas...

Uma inteligência aguda e esparsa
fala do apelo inadiável:
Que não destruam os ninhos dos passarinhos!

Conchas são inteiras e perfeitas
músicas orquestradas no incessante mar...

Luz, luz das trombetas divinas...
arrastá-la para toda a vida,
no trabalho, no amor, em sonhos.

A Sagrada Face, é a prevenção do extermínio cego,
o seu fogo é energético,
nos ilumina sem nos corroer.




 
Edição de imagens:
Shirley Araújo

Texto: Idioma da Águia
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 15/02/2014
Alterado em 15/02/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários