ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


DENTRO E FORA DA NAU QUE ME NAVEGA






Navega a nau frenética.
Sobre a embriaguez brilhante dos meus poros.
– O ritmo caudaloso, o revogado voo da garça.

Toda a ração lírica do amor!
percorre o fundo do pélago,
da areia branca...
— Perfeito contorno longitudinal e horizontal
na claridade plumosa da pupila.


A extensão do rosado céu – pássaro.
- Começa no perfume da roseira que nos abraça!
A alva pérola ligeiramente absorve a cor das flores.

Na areia transparente e luminosa,
brilha o âmago da paisagem do dia-a-dia.
Sobre a água limpa das constelações – o retrato imaculado.

E a paisagem pulsa!
reconstrói,
coleciona...
tantos sons,
rastros de sóis,
estradas floridas!

— Ó fulgente alma que alegremente pastoreia a campa,
galopa no outono das rosas & conchas do poema.




Edição de imagens:
Shirley Araújo

Texto: Dentro e fora da nau que me navega








 
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 25/02/2014
Alterado em 25/02/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários