ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


NA PRAIA DE ICARAÍ






Na Praia de Icaraí.
Arrebóis se ilustram do clarão do sol.
Tudo que se idealiza,
penetra fosforadamente a pupila.
O beijo marmóreo,
a pedra concentrada do Índio,
a paisagem pura da Baia da Guanabara.
Ali na infinitude,
na aurora da praça contínua,
Erguem-se as residências que riscam o céu.
E as constelações leves,
sobrevoam o cálice do MAC.

Tudo que se arquiteta.
Do Niemeyer às bússolas cravadas sobre o oceano.
Uma gota a mais
do líquido cristalizado da órbita cálida.

Toda a ração lírica dos poetas,
é acariciada pelo olhar
violeta da Praia de Icaraí.


Pedra do Índio - Icaraí - Niterói - RJ
Praia de Icaraí - Niterói - RJ
Vista da Praia de Icaraí com visão do
MAC - Museu de Arte Contemporânea. Por Oscar Niemeyer.

Praia de icaraí - Niterói - RJ 
 

A Praia de Icaraí é uma praia localizada no município de Niterói, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. É a praia mais famosa da cidade, estando situada na Baía da Guanabara. Costuma receber eventos públicos, como, por exemplo, o tradicional show de fogos de artifício no Ano Novo. Abriga duas formações rochosas que são símbolos da cidade: a Pedra de Itapuca e a Pedra do Índio, além de duas importantes construções em estilo art déco: o Cinema Icaraí e a Reitoria da Universidade Federal Fluminense.

Etimologia
 
"Icaraí" é um termo oriundo da língua tupi, significando, nessa língua, "rio sagrado", através da junção dos termos 'y ("rio, água") e karai ("sagrado"). É uma referência ao rio local homônimo, que, se encontra, atualmente, canalizado.
 
História
 
Até o advento dos portugueses ao Brasil, no século XVI, a região era território dos índios tamoios. Com a derrota dos tamoios frente aos portugueses, a região foi concedida, pelos portugueses vencedores, aos seus aliados indígenas, os temiminós. No período colonial brasileiro, a praia possuía um porto para o escoamento da produção das duas fazendas da região: a Fazenda de Icaraí e a Fazenda do Cavalão. No século XIX, o arruamento da região determinou a dinamitação da Pedra de Itapuca original, que formava um arco ligando a pedra ao continente. Na década de 1930, foi construído o Cine Icaraí, em estilo art déco.
 
Em 1936-1937, foi instalado um trampolim na praia, trampolim este que veio a ser dinamitado na década de 1960.
 
NIT+1.jpg

 (Trampolim em Icaraí em 1936/37)

 

Na década de 1940, foi construído o prédio do Casino Icarahy, que passaria a abrigar, desde 1967, a reitoria da Universidade Federal Fluminense.
 
No período pós-Segunda Guerra Mundial, houve um boom imobiliário na região, determinando a construção dos prédios residenciais que caracterizam, atualmente, a orla da praia.
 
 

 
FONTE E IMAGENS ADQUIRIDAS NA INTERNET

http://pt.wikipedia.org/wiki/Praia_de_Icara%C3%AD_(Niter%C3%B3i 


 



 
Edição de imagens:
Shirley Araújo

Texto: Na Praia de Icaraí



 
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 04/03/2014
Alterado em 04/03/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários