ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


ESTRELA MAGNÍFICA





Percorrer: o brilho, a fenda
e a cor da estrela nas estações.
O ventre é tão doméstico,
tem, ocaso e memória de flor.

Uma Estrela m-a-g-n-í-f-i-c-a...
Tem buraco de fechadura
e deixa sempre a porta aberta – seta.
O som, os fragmentos do tempo,
podem chegar a qualquer momento.

No mesmo corpo, pela tangente,
abocanha no cálice,
as sete chaves do versos do poeta.

A varanda, a voz do locutor - a esperam.
Atravessa a fronteira e vai depressa.
Tem pressa...
pode ser que o amor das flores,
transgrida, por insignificante luz
que seja, a fotossíntese da esperança.

Uma canção na alcova,
para acabar com a aflição.
Céu azul, folhas e viço da poesia.




 Edição de imagens:
Shirley Araújo

Texto: Estrela magnífica

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 13/03/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários