ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


INSPIRAÇÃO POÉTICA






A inspiração cristalizada no instante poético.
Sim, a poesia – afeto encharcado.

Um mundo inteiro de sins,
um útero de mãe,
solo, lar, asas, corpo soluto,
rolha e cítara - Labirinto feliz.


A poesia – é estrela que sobrevém
nas páginas cadentes do livro do poeta.
A POESIA nos une:
Cabelos, pernas e dentes.

Abre fenda de sóis,
na qual germina o amor – flor.

A poesia não fere o silêncio,
não espanta a explosão de poetas novos.
Mas, no ato da simetria vira quadro de giz.

Versos feito frutos
pairam no papel e plantam esfinges – perfeitas.

No gomo, no decibel do soneto.
O arremesso ao longe,
quando a poesia concluída,
passa de raspão
pelo centro do Éden.

Na busca do poema relido,
O amor se encharca na reminiscência
dos sentimentos do poeta.

A POESIA...
Na tentativa de ser flor
torna-se densa e mistura-se
na catedral do contentamento.
Seta azul anil no voo das borboletas.

A poesia é o grito de gol...
Um bem da cor da lua breve.
Hoje a assisti
nas manchetes de jornais.
É uma estrela,
que voa infinito afins
.




Edição de imagens:
Shirley Araújo

Texto: Inspiração poética


ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 22/07/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários