ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


HÁ TEMPO QUE SOU AVE



Há tempo que sou ave
e não existe um frio indevassável
que atinja os meus poros

Do ventre em que nasci
nas paragens piauiense
tinha asas e a vida toda um fogaréu
de abelhas a produzir o mel


Há um desejo que me afoga
sempre possuir asas
e com elas
poder voar ao lado dos anjos no infinito

Há tempo que sou ave
hálito
digitais
paisagem





Edição de imagens:
Shirley Araújo

Texto: Há tempo que sou ave

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 06/08/2014
Alterado em 06/08/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários