ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


VERSOS DE VIRTUDES PARA UMA CIDADE




 
a Niterói





Niterói das águas resplandecentes...
Tu tens o umbral de bela cidade.
Universo da alegria que mata
todos vícios de presságios
em suas qualidades poéticas.

Em possíveis formas nuas
e de modo transparente,
funda a paisagem da dedicação.

Niterói...
Redemoinho com asas de águias,
Tu és uma nascente imperiosa...
Um cruzado de sol e lua
que contém vastas promessas
de vidas límpidas e serenas.

Niterói...
Obrigado por essa tua
língua flamejante
em minha vida.
Por ser esse infinito
meio-dia celestial verdadeiro.


Niterói...
Sóbrio pássaro de asas aveludadas
que colhe nas alfombras das artes contemporâneas,
as amêndoas do âmago e do sangue dos sonhos,
das labutas dos pescadores,
jornalistas,
professores,
escritores...
sem migalhas e sem medir palavras,
somente amores.

Agradecido por tu ofertares
aos teus visitadores,
esse sorriso feminino-masculino
em toda a caligrafia da aurora.
Por este alegre coração sem amnésia
dos antepassados.

Por essas pupilas de fogo
e esse brasão de rosas que trazes
nos olhos e no peito.

Grato por me ensinares
a atravessar as tuas vias direito.

Por essa tua tarefa de fisgar
os desejos das estampadas paisagens
e os pergaminhos dos poetas.


 




Edição de imagens:
Shirley Araújo

Texto: Versos de virtudes para uma cidade

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 07/09/2014
Alterado em 08/09/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários