ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


AMOR CHAMA IMORTAL







Desde quando nasceu
e tornou-se imortal chama,
o amor é verso de claridade.
Espalhador das ramas
do desejo da seiva madura,
da eclosão dos húmus,
do alçapão perplexo.

Ó amor chama imortal!
afogado na raiz do coração.
Distendo-te todos os meus sentidos
ao teu ininterrupto ardor.

No contorno da tua textura transponível,
o primeiro acorde da sinfonia
é represa e luz sarada na delicadeza
de amar a tinta do interminável.

Sou íntimo dos teus dias de sóis
e amaduro-me no vinho da taça orvalhada.
Toda minha convergência
sangue e grafia
em ti se acende.

:.
Amor corpo nu
no pátio do sol...










Edição de imagens:
Shirley Araújo

Texto: Amor chama imortal




 
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 30/09/2014
Alterado em 30/09/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários