ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


CELEBRAÇÃO DO AMOR




I


Do AMOR eu gosto
do coração e da bússola
e fico a espreita
com os olhos de lince e fogo.

AMOR!
Na afloração dos seus poros...
Quanta luz!
um manancial cristalino e abrasador.
Da Via Láctea
ao Templo de Hércules
um contraforte em que me afogo.

E sigo o incorpóreo AMOR,
farejando o prato deste Leão.
Nessa viagem,
os olhos do meu poema
brilham e florescem estrelas,
águas escritas em terra fecunda.

Rumo-me ao amar debulhado...
Estou encravado no grão do seu esplendor.

II

Da textura do AMOR,
gosto do azul proferido de desejos,
ato das paixões,
do astrolábio dissonante.

O AMOR!
É um cavalo deslumbrado,
barco desmedido.

Na colheita fiel
ele firmemente tenta nos ensinar
a como modificar a força do tempo.


III

O AMOR!
É trilha e lâmpada,
um fósforo aceso
na pele do ocaso.

O amor finca as âncoras:
do sol à eternidade,
lá onde as folhas crestadas,
esbraseiam o rugido do fulgor.

O AMOR é nudez provável.
Procela, vento...
Quando nele a carne acorda,
os ossos instigam raízes.









Texto: Celebração do Amor



ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 01/10/2014
Alterado em 01/10/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários