ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


A NOITE







Na noite, eu vi teus olhos 
eles estavam estremunhados. 
Mas mesmo assim,
tinham um brilho encantador,
A meia luz do abajur do quarto
Soltava convite pecaminoso,
O vento uivava silenciosamente,
Desejei um beijo teu, desses que
Apague qualquer dor.
E na masmorra de meu ser 
fazer rolar a tua música
e que tu possas pousar na órbita 
de minha via-láctea impercorrida.


ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 18/06/2007
Alterado em 18/06/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários