ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


AMOR INFINITO

 

O teu ar liberto torna o meu amor infinito...

Pois na onda da tua atmosfera tu reúnes a vida,

Os mares e as naves.

E o teu coração constrói as asas do meu destino.

E na água tu teces o teu maravilhoso encantamento.

A fragrância do teu frescor silvestre,

Multiplica o aroma dos infindos bosques.

Nas selvas encontro o teu delicioso mel,

Com o qual tu germinas de folha em folha.

Abarca a multidão de raios nos céus.

Nua tu és perfeita...

Encoberta de flores tu és indivisível.

Estou preso a tua canção e as tuas mãos de minérios.

E toda a tua pátria voa ao meu mundo de violinos.

No entanto, desconheço teus mistérios

Quero descobri os teus segredos,

Entre tantos azul-celestes.

Quero tocar o teu universo com minhas mãos de pétalas

E no meu constelado dia,

Poder ofertar a minha luz suprema

Agasalhar-te em minhas asas de primavera impecável.

 

ALBERT ARAUJO

11/10/2007

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 11/10/2007
Alterado em 12/10/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários