ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


DE TANTO AMOR





De tanto amor...
Engravidei a lua,
Construí meus cristais em tua
cidade dura.
Arrastei os vestígios das sombras
para os desertos longínquos.
Escondi as tuas vogais enrugadas.
desagradei a tua torre soberana...
recusei contato com o trigo que
germina energia cintilante.
A minha feia ruga, rasguei
E enterrei no escuro.

De tanto amor...
Tornei-me egoísta.
Mas, abri todos os caminhos pra ti.
E, de tanto amor...  te amei.


ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 25/10/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários