ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


LIVRO (IN) DECIFRÁVEL.





Eu sou apenas um livro...
Decifra-me ou eu te devoro.
Não repare em mim essa dureza
de pedra que insiste em arranhar-te,
E machucar-te...
Não te perca na minha avenida...
Quebra o meu silencio...
Desobedece ao meu paradigma...
Descobre o meu enigma.
Beba no meu cálice o vinho que me
Detesta.
Depois suporta a minha amargura...
E desculpa a minha semente que não
Teve semeadura.
Eu sou apenas um livro...
Decifra-me ou eu te devoro...

ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 20/11/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários