ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


AMO / ODEIO





Estou preso no 8ª andar
Do teu prédio,
A minha vida está exposta
Aos teus pés...
Entreguei-te tudo de mim.

E, não sei se te amo ou te odeio.

Sei bem, que as estrelas brilham sem saber.

Mas no fundo de minh’alma
Todas as minhas manhãs te procuram
E não param de querer-te.

Odeio-te porque te amo.
Odeio-te porque por ti perdi os meus sapatos.

Amo-te porque nos teus beijos me sacio
Amo-te porque é de ti que vem o meu amor

E de amar-te tanto, odeio-te.
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 07/02/2008
Alterado em 07/02/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários