ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos à flor da pele.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


OJUARA, CABRA DA PESTE




Sou guerreiro
Sou defensor do amor
Sou doido por mulher
Se for fungadeira e não for bicho
Dentro dela estou

Fungo no cangote
Da morena trigueira
Beijo na boca da quenga
Mais raparigueira

Dou valor a minha vida
Gosto demais de um chafurdo
Não tenho medo do coisa-ruim
Que pra mim é o cão miúdo

Desafio o cão danado
Dou bofetada até no vento
Dou um gole na cachaça
Sou um caboclo nojento

Sou cabra da peste
Gosto da raparigada
Sou mandingueiro
Sou o famoso Ojuara

O que gosto é de mulher
De cheirar o seu congote
Em cima de mulher eu rodopio
Este é meu esporte.

Pois cangote de mulher
É melhor do que mulher
Não grude Não!...

Inspirada no Filme “O homem que desafiou o diabo”
Com Marcos Palmeira, Lívia Falcão, Fernanda Paes Leme,Flávia Alessandra



ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 18/04/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários