ALBERTO ARAÚJO - MEU RECANTO
Contos, versos e sentimentos ŕ flor da pele.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros ŕ Venda Pręmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
JÓIA RARA




O meu ser estremece diante de tua beleza...
Jóia rara, de preciosidade inigualável,
O meu palco te aplaude!...
Os meus lábios trêmulos te gargalham!
Olhar-te, desfazem todas as minhas ilusões...
Fantasias e desatinos...
Alegro-me ao ver-te nos dias de sol
Tardes de suaves brisas
E nas noites estreladas...
A minha alma evocativa
fica emocionada diante de ti.
A minha lua de prata, te sorri
Atirando aos céus véus de luzes
Que te tecem de raios prateados.
És uma jóia bela... 
Que meus olhos ofegantes,
Deliciam-se na tua epidérmica beleza.
E, perante tanta formosura eu me rendo
E concluo: tu és mesmo a jóia rara e fofa de meu ser.
Adoro ver-te em minha vitrine,
Ouvir o teu sorriso inebriante
Que multiplicam os clarões 
dos eternos dias ensolarados.


Para: foffa_rj (Carlinha)
04-09-07
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 04/09/2007
Comentários